Bikehub.com.br | Compre e Venda - Bikes Novas e Usadas
Anuncie / Cadastre-se
O que você procura?
Onde?
A que distância?
Blog
Você sabia que temos também uma Loja Online especializada?
Conheça Agora
ESTRADA/TRIATHLON Como evitar 10 erros de principiante no ciclismo
Bikehub

atendimento@bikehub.com.br

Errar é humano. Mas nós te ajudamos a começar no pedal sem fazer feio.

Erros de principiante no ciclismo
Começar a pedalar é uma ótima decisão, mas alguns erros são quase inevitáveis.

Quando começamos qualquer nova prática, é normal cometer alguns erros. E estes deslizes podem prejudicar nosso desempenho, provocar situações desagradáveis ou até comprometer nosso visual. E no ciclismo não é diferente!

>> Encontre tudo para o seu pedal na loja Bikehub!

Mas para que você não precise passar por nada disso, listamos alguns erros comuns de quem está começando a pedalar, para que você possa evitá-los.

“Há muitos erros que podem ser evitados ao começarmos no ciclismo, principalmente em relação à segurança”, diz Celso Anderson.

“Postura adequada, equipamento ajustado e equipamentos de proteção corretos são os mais importantes”, diz nosso guru.

Confira abaixo quais são estes erros e como não cair neles.

10 ERROS DE PRINCIPIANTE PARA EVITAR NO CICLISMO

1. PEDALAR NO LUGAR ERRADO

Pedale em lugares condizentes com o seu nível de habilidade.

Quem está começando no ciclismo deve escolher bem o lugar aonde vai pedalar. “Quem ainda não está habituado a pedalar na estrada deve optar por estradas vicinais, com menos movimento, onde a velocidade dos carros é mais parecida com a das bicicletas”, diz Celso.

Para aumentar ainda mais a segurança de quem ainda está “pegando a manha”, ciclovias e ciclofaixas são bons lugares para treinar.

2. NÃO SABER PEDALAR NO PELOTÃO

Pedalar no pelotão é uma arte que exige técnica para evitar acidentes e aumentar a eficiência.

“O ciclismo de estrada é um esporte que exige técnica, para saber pedalar próximo ao atleta à frente, mas sem risco de encostar as rodas, o que pode provocar quedas”, explica Celso.

Para aprender a pedalar no pelotão, o melhor é consultar ciclistas mais experientes ou assessorias especializadas, que poderão te ensinar tudo sobre as dinâmicas do pelotão.

3. NÃO APROVEITAR AS MARCHAS DA BICICLETA

Aproveite as marchas da sua bike para deixar seu pedal mais confortável e eficiente.

As marchas estão na bicicleta para facilitar a sua vida, deixando o pedal mais eficiente (“pesado”) em planos ou descidas, e mais confortável (“leve”) nas subidas.

Use as marchas conforme necessário, e conheça bem o funcionamento do câmbio – nada pior do que engatar uma subida e “sem querer” deixar a bike mais pesada no momento mais crucial.

4. FORÇAR DEMAIS O PEDAL

Cuidado para não ultrapassar os limites do seu corpo.

Não adianta nada pedalar altas quilometragens em um dia e não pedalar nada nos outros.

“O ideal é manter treinos regulares, com quilometragens totais ponderadas e deixando um ou dois dias de folga entre os pedais”, ensina Celso.

5. ESCOLHER OS ACESSÓRIOS ERRADOS

Sempre que sair para pedalar, é importante estar com capacete, luva e vestimentas adequados, além de iluminação de segurança.

6. USAR O MODELO/TAMANHO DE BIKE ERRADOS

Bicicletas não são todas iguais. Cada modelo é apropriado para um tipo de terreno e cada pessoa precisa encontrar o tamanho certo para si.

Bicicletas de estrada são feitas para o asfalto, mountain bikes são feitas para a terra, híbridas podem circular por vários terrenos e bikes gravel combinam bem as habilidades da estrada com pneus que encaram outros tipos de desafio.

Saiba onde você vai pedalar e escolha a bike certa para cada ocasião.

7. NÃO REGULAR A ALTURA DO SELIM

Um selim desajustado é garantia de um pedal menos eficiente e por vezes incômodo.

Este é um dos erros mais comuns entre principiantes. Um selim na altura errada vai causar perda de potência, dores e até lesões.

Para saber se o seu selim está na altura correta, sente-se sobre ele e veja se na posição mais baixa da pedalada, sua perna fica quase totalmente esticada (atenção ao quase). Esta é uma boa regra para um pedal confortável e eficiente.

Mas cada pessoa tem necessidades e preferências particulares – um bom bike fit vai te ajudar a encontrar exatamente o ajuste que funciona melhor para você.

8. DESCUIDAR DA ALIMENTAÇÃO/HIDRATAÇÃO

Fast food no pedal!

O ciclismo exige muito do corpo e é preciso ter “combustível” o bastante para aguentar o pedal.

Antes de sair para pedalar, certifique-se de estar bem alimentado, optando por comidas saudáveis e leves – um sanduíche de queijo com carne magra no pão integral e uma banana com aveia ou shake são boas ideias.

Leve na bike dois géis, barrinhas protéicas ou mesmo um sanduíche, em casos de pedais mais longos, e mais água do que acha que será necessário. É melhor sobrar do que faltar.

9. SAIR PARA PEDALAR SEM CÂMARAS RESERVAS

Nao fique na mão: tenha sempre uma (ou mais) câmara reserva com você.

Imprevistos acontecem, frequentemente mais de uma vez. Para não ficar na mão no meio da estrada (ou da cidade), leve sempre com você uma câmara reserva e uma bomba de ar de mão. Kits de remendo também podem ajudar, embora sejam mais trabalhosos.

Em pedais longos, leve duas câmaras ou até mais. Não é incomum sofrer com vários furos em um só pedal, e não é nada elegante sempre depender do colega que está mais bem preparado.

10. NÃO FAZER MANUTENÇÃO NA BIKE

Crie o hábito de sempre checar corrente, pneus e freios antes de sair de casa, e leve a bike para uma revisão no mecânico com frequência. Isto evita acidentes, dores de cabeça e até lesões.

Bikehub.com.br | Compre e Venda - Bikes Novas e Usadas