Bikehub.com.br | Compre e Venda - Bikes Novas e Usadas
Anuncie / Cadastre-se
O que você procura?
Onde?
A que distância?
Blog
Você sabia que temos também uma Loja Online especializada?
Conheça Agora
ESTRADA/TRIATHLON Giro d’Italia 2022: conheça a prova, o percurso e os favoritos ao título
Bikehub

atendimento@bikehub.com.br

A 105ª edição do Giro d’Italia começa no dia 06 em Budapeste, na Hungria, e inclui a subida do vulcão Etna.

Cena do Giro d’Italia 2021. Em 2022, a prova larga de Budapeste, na Hungria.

Chegou a hora de acompanhar a segunda maior prova do Grand Tour do ciclismo. A “Grande Partenza”, como é chamada a largada do Giro d’Italia, acontece no dia 06 de maio em Budapeste, na Hungria.

>> Encontre tudo para o seu pedal na loja Bikehub

O país do leste europeu sediará as primeiras três etapas da competição, que incluem um contrarrelógio individual. Daí em diante, o Giro migra para o solo italiano.

Serão 21 dias de prova e três dias de descanso.

FAVORITOS

Egan Bernal, vestindo a maglia rosa, durante o Giro d’Italia

Em 2021, Egan Bernal, da Ineos Grenadiers, foi o grande campeão da prova. Foi a terceira vitória da Ineos nos últimos quatro anos, após Chris Froome ficar com o topo do pódio em 2018 e e Tao Geoghegan vencer em 2020.

Bernal, no entanto, não volta para tentar defender o título este ano, já que ainda se recupera do acidente que sofreu no último inverno europeu.

Em seu lugar como concorrente à Classificação Geral, a Ineos traz Richard Carapaz, com a ajuda de Richie Porte e Pavel Sivakov.

Tom Dumoulin, que venceu em 2017 e ficou em segundo lugar em 2018, volta à Itália este ano, à frente da fortalecida Jumbo-Visma.

Simon Yates, da Bike Exchange – Jayco, que ficou em terceiro lugar no ano passado, também volta para tentar a chance na prova.

Outros ciclistas que podem gostar do percurso deste ano, que deve favorecer os escaladores, são Hugh Carthy e Esteban Chaves, da EF Education EasyPost, Romain Bardet, da DSM, Guillaume Martin, da Cofidis, e Mikel Landa, da Bahrain Victorious.

PERCURSO

Uma visão geral do percurso do Giro d’Italia 2022, que larga em Budapeste, na Hungria.

PRIMEIRA SEMANA

A primeira etapa do Giro d’Italia 2022 larga de Budapeste com um final em Visegrád que deve favorecer puncheurs, com poucas subidas curtas.

Os especialistas em contrarrelógio brilham na segunda etapa, um contrarrelógio plano que termina na Szentháromság tér ou Praça da Santíssima Trindade, após uma subida curta e acentuada.

A terceira etapa é plana e vai de Kaposvár a Balatonfüred, cidade que costeia o Lago Balaton.

A etapa 4 acontece já na Itália, com a subida do vulcão Etna, na Sicília. A quinta etapa termina em Messina, antes da prova se transferir para a Itália continental com a etapa 6, que termina na cidade de Scalea, na região da Calabria.

A prova segue rumo ao norte com a sétima etapa, que será uma exigente corrida por entre montanhas, com um ganho de elevação total de 4.500 metros. A etapa 8 será um criterio em Nápoles.

A escalada se acentua na etapa 9, com chegada em alto no Blockhaus, onde Nairo Quintana garantiu sua vitória em 2017, terminando 24 segundos à frente de Thibaut Pinot e Tom Dumoulin.

SEGUNDA SEMANA

A etapa 10 tem a primeira metade plana e a segunda em montanhas. A etapa 11, na comuna de Reggio Emilia, deve favorecer um sprint do pelotão.

A etapa 12 passa por três montanhas e termina com uma descida entrando na cidade de Genova. A etapa 13 começa em San Remo e deve terminar com um sprint do pelotão em Cuneo.

Na etapa 14, os ciclistas devem brigar por suas posições nas montanhas a leste de Turin, e terminar com uma descida.

A etapa 15 será de montanhas com chegada em alto em Cogne, na região do Valle d’Aosta, que faz fronteira com a França e a Suíça.

TERCEIRA SEMANA

Na etapa 16 os ciclistas pedalam pelos passos de montanha do Mortirolo e de Santa Christina, chegando com uma descida à cidade de Aprica. A etapa 17 passa pelo Monte Rovere, uma subida de 7.9 km com média de inclinação de 9.9%.

A etapa 18 é composta principalmente de terreno plano, entre Borgo Valsigana e Treviso. A etapa 19, por sua vez, tem ganho de elevação de 3.230 metros e chegada em alto no Santuario di Castelmonte.

A etapa 20 traz duas subidas, pelo Passo Pordoi e Passo Fedaia, em Cortina d’Ampezzo. A chegada em alto de 14 km com 7.6% de inclinação termina de compor o desafio.

A etapa final do Giro 2022 acontece em Verona, com um contrarrelógio de 17.1 km.

ETAPAS

ETAPADATAPERCURSOKM.TIPO
106/05Budapeste – Visegrád195Plano
207/06Budapeste – Budapeste9.2ITT (contrarrelógio individual)
308/05Kaposvár – Balatonfüred201Plano
09/05Dia de descanso
410/05Avola – Etna170Montanha
511/05Catania – Messina174Plano
612/05Palmi – Scalea192Plano
713/05Diamante – Potenza196Média montanha
814/05Napoles – Napoles153Média montanha
915/05Isernia – Blockhaus189Montanha
16/05Dia de descanso
1017/05Pescara – Jesi196Média montanha
1118/05Santarcangelo di Romagna – Reggio Emilia203Plano
1219/05Parma – Genova202Média montanha
1320/05San Remo – Cuneo150Plano
1421/05Santena – Turin147Média montanha
1522/05Rivarolo Canavese – Cogne178Montanha
23/05Dia de descanso
1624/05Salo – Aprica202Montanha
1725/05Ponte di Legno – Lavarone168Montanha
1826/05Borgo Valsugana – Treviso151Plano
1927/05Marao Lagunare – Castelmonte177Média montanha
2028/05Belluno – Paso Fedaia/Marmolada167Montanha
2129/05Verona – Verona17.4ITT

ONDE ASSISTIR?

Infelizmente, este ano não haverá transmissões oficiais do Giro d’Italia em canais brasileiros.

No entanto, a RAI, canal italiano presente em alguns pacotes de TV por assinatura, é um dos canais oficiais do Giro. A GCN, canal britânico de ciclismo, também transmite a prova.

Ambos podem ser acessados por serviços de vídeo sob demanda.

* Com informações do site Cycling Stage

Bikehub.com.br | Compre e Venda - Bikes Novas e Usadas