Bikehub.com.br | Compre e Venda - Bikes Novas e Usadas
Anuncie / Cadastre-se
O que você procura?
Onde?
A que distância?
Blog
Você sabia que temos um Marketplace também?
Compre Agora
MOUNTAIN BIKE Conheça os ciclistas brasileiros que estarão nas Olimpíadas de Tóquio 2021
Bikehub

atendimento@bikehub.com.br

Os Jogos Olímpicos de Tóquio começam oficialmente no dia 23 de julho, com a cerimônia de abertura no Estádio Olímpico local. A festa de encerramento será realizada no domingo, 8 de agosto, no mesmo local.

A edição será palco para o número recorde de 33 esportes, com 339 eventos disputados em 42 sedes diferentes.

Priscilla Stevaux, Jaqueline Mourão, Luiz Cocuzzi, Renato Rezende e Henrique Avancini (à frente) são os ciclistas brasileiros que estarão em Tóquio

O ciclismo brasileiro vai estrear em Tóquio com os atletas Henrique Avancini e Luiz Henrique Cocuzzi, na prova masculina de Mountain Bike XCO, que será disputada realizada no dia 26 de julho.

Jaqueline Mourão participa da prova feminina no dia 27. Ambas as disputas estão programadas para largar as 3h da manhã (horário de Brasília) e serão realizadas na pista que foi montada na montanha de Izu, a 120km da capital.

No BMX Racing, os brasileiros Renato Rezende e Priscilla Stevaux competem nos dias 28 e 29 de julho.  As provas serão realizadas a partir das 22h00 (horário de Brasília), na pista de BMX SX do Parque Esportivo Urbano de Ariake. As datas são referentes ao calendário do Brasil, considerando o fuso de +12h referente ao Japão.

Conheça o perfil dos atletas da equipe brasileira de Ciclismo:

Henrique Avancini

Henrique Avancini, uma das maiores esperanças de medalha do ciclismo brasileiro.

Modalidade: Mountain Bike XCO
Clube/Equipe: Cannondale Factory Racing
Idade: 32 anos
Altura: 1,76m
Peso: 68kg
Local de nascimento: Petrópolis (RJ)

Talvez um dos ciclistas brasileiros mais conhecidos do público atualmente, Henrique Avancini começou a pedalar por influência do seu pai, Ruy Avancini, aos oito anos de idade.

De lá para cá, foram muitos títulos nacionais (17), continentais e internacionais, incluindo a vitória na etapa da Copa do Mundo (República Tcheca/2020) e vários outros pódios a nível mundial, chegando a liderar o ranking internacional durante um longo período na última temporada.

Hoje, Avancini é considerado uma das grandes esperanças de medalha do Time Brasil.

Jaqueline Mourão

Jaqueline Mourão, única brasileira a competir tanto nas Olimpíadas de verão quanto nas de inverno.

Modalidade: Mountain Bike XCO
Clube/Equipe: Trek Brasil
Idade: 45 anos
Altura: 1,70m
Peso: 54kg
Local de nascimento: Belo Horizonte (MG)

Jaqueline Mourão comemora em Tóquio a sua sétima participação em Jogos Olímpicos, sendo três de verão e quatro de inverno. Trata-se de uma das atletas com maior número de participações olímpicas representando o Brasil, em qualquer modalidade.

Jaque foi medalhista de bronze no Pan de Lima 2019 e cinco vezes campeã brasileira, entre outros títulos importantes conquistados ao longo da sua carreira.

Luiz Cocuzzi

Luiz Cocuzzi, promessa do MTB XCO brasileiro.

Modalidade: Mountain Bike XCO
Clube/Equipe: Lar Nossa Senhora Aparecida
Idade: 27 anos
Altura: 1,80m
Peso: 74kg
Local de nascimento: São Paulo (SP)

Luiz Henrique Cocuzzi é fruto do Lar Nossa Senhora Aparecida. O ciclismo faz parte da sua vida desde a infância. Sua primeira competição foi ainda aos oito anos de idade.

Entre os seus principais resultados, estão a medalha de ouro no Campeonato Pan-Americano (2018), na Colômbia, e a prata nos Jogos Sul-Americanos (2018), em Cochabamba, na Bolívia.

Renato Rezende

O carioca Renato Rezende é o grande expoente do BMX brasileiro.

Modalidade: BMX Racing
Clube/Equipe: Bicho do Mato Clube
Idade: 30 anos
Altura: 1,72m
Peso: 77kg
Local de nascimento: Rio de Janeiro (RJ)

Renato se profissionalizou em 2008, aos 17 anos de idade. Seus primeiros resultados expressivos vieram pouco depois, em 2010, quando conquistou a medalha de bronze nos Jogos Sul-Americanos de Medellin, na Colômbia.

Depois, em 2014, Renato ficou com o ouro nos Jogos Sul-Americanos de Santiago, no Chile, e recentemente foi 4º colocado no Pan de Lima, no Peru, em 2019. O atleta acumula pódios em Pan-Americanos, Torneios Continentais e diversas outras competições.

Priscilla Stevaux

Priscilla Stevaux é a outra mulher a integrar a seleção brasileira em Tóquio.

Modalidade: BMX Racing
Clube/Equipe: Associação BMX de Indaiatuba
Idade: 27 anos
Altura: 1,55m
Peso: 55kg
Local de nascimento: Sorocaba (SP)

Priscilla estreou nos Jogos Olímpicos na Rio 2016. Entre os seus principais resultados, destacam-se a final do mundial Junior (2011), campeã pan-americana (2018), 4ª colocada nos Jogos Pan-Americanos de Toronto (2015) e Lima (2019), além de ser tetracampeã brasileira.

E O CICLISMO DE ESTRADA?

Infelizmente, o Brasil não terá representantes no ciclismo de estrada nos Jogos de Tóquio 2021. As vagas para a competição são distribuídas de acordo com o ranking das nações e depois pelo top 200 (masculino) e top 100 (feminino).

No masculino, os 50 primeiros países mandariam pelo menos um ciclista, além das vagas por continente que a Olimpíada garante. No feminino, os 22 primeiros países do ranking teriam um atleta pelo menos, além das vagas continentais.

Entre os atletas brasileiros, quem mais chegou perto da classificação foi Flavia Oliveira, 7ª colocada nos Jogos do Rio 2016 e 109ª colocada no top 100. No ranking das nações, o Brasil ficou em 40º lugar na categoria feminina, impossibilitando a participação nos Jogos de Tóquio.

A carioca Flavia Oliveira, brasileira melhor qualificada no ranking das nações.

Já no masculino, o melhor colocado no ranking individual, Rodrigo Nascimento, ficou em 705º lugar. No ranking das Nações, o Brasil ficou em 55º.

Situação semelhante aconteceu nas provas de Contrarrelógio, onde nenhum atleta do país conseguiu vaga.

A última vez que o Brasil não enviou nenhum atleta para as provas de Ciclismo de Estrada foi nos Jogos Olímpicos de Montreal, em 1976.

PARACICLISMO

O Brasil também estará presente no ciclismo nas Paralimpíadas de Tóquio.

Com duas participações olímpicas e sendo o atual campeão mundial de Estrada na categoria MC5, Lauro Chaman (Estrada e Pista) encabeça a lista de convocados. Carlos Alberto (Estrada e Pista) da Classe MC1 e André Grizante (Estrada e Pista) da Classe MC4 completam a equipe masculina.

Jady Malavazzi (Estrada), que compete na Handbike H3, e Ana Raquel (Estrada e Pista), da Classe MC5, estarão representando a equipe feminina.

Para Bikers como você
Bikehub.com.br | Compre e Venda - Bikes Novas e Usadas